Sexta-feira, 20 de Junho de 2008

Continuando, sempre Avante!!!!





Já algum tempo que eu não posto no Blog e que não tem estado mais na ativa, mas estou aqui para revitalizar esta página que para mi foi uma das melhores conquistas de minha vida e desde que eu decobrí esse meio de comunicação na Internet e que eu passei a postar as minhas ideias, vi nisso uma grande oportunidade para conquista de minha vida e o meio para expressar as minhas ideias.
Daqui a um Mês, exatamente no dia 21 do próximo mês, faz um ano que eu comecei a mexerem computador e fiz o meu primeiro E-mail no Google e no aplicativo do Gmail, onde tenho usado a maioria dos recursos desses aplicativos e tem sido uma ferramenta importante para mim e para as minhas atividades do dia a dia.
Passado quase um ano dessa conquistas, já sou diplomado em três cursos básicos de Informática e agora no momento continuo no avanço de novas conquistas na área digital e estou fazendo o Curso de Computação Gráfica com os aplicativos de Corel Draw 11 e Fotoshop e que eu tenho a certeza que será um grande avanço em minha vida .

Estou aprendendo os primeiros passos da Criação de Layout de outdor e confecções de cartões de visitas e outros aplicativos de publicidade e que será muito útil em minha vida profissional e para essa nova virada em minha vida.


Estou fazendo o Curso na mesma Unidade da Ação Social onde fiz os primeiros Cursos do programa do Windows na Faetec de Xerém e desta vez estou dando um grande passo para coisas maiores e por melhores conquistas.


Quero aqui saudar mais uma vez os leitores deste Blog que em seu primeiro ano de vida já tem muita história para contar e que tem tenho certeza que será ainda o porta Voz neste bairro Amapá onde tudo começou.



Agradeço à aqueles que me ajudaram nesta jornada que mais parece uma maravilhosa Aventura e que me fizeram e fazem ainda trilhar por caminhos mais deslumbrantes e que está me fazendo despertar interesses e caminhos alternativos em minha vida para um futuro melhor.


Abraços a todos.

Escriba



publicado por pauloescriba às 16:32
link do post | comentar | favorito
Sábado, 9 de Fevereiro de 2008

Bairro Amapá Via-Satélite!!! Explore!!!

Esta edição desta postagem deste dia é histórico para mim, pois pela primeira vez tenho a oportunidade de mostrar para nosso leitores um pouco das imagens aéreas deste nosso bairro humilde e querido para todos nós aquí e que este blog se propõe a exaltar.
Todas reportagens deste blog e tudo o que ele se propões a falar deste bairro Amapá e tudo o que acontece aquí fibnalmente há a possibilidade de ser mostrado a topografia do bairro com a possibilidade também de navegar pelo mapa e chegar a outras regiões adjacentes.
Curtam essa imagens dessa terra que ainda preserva os aspectos naturais de outrora.
</small>



" O deserto e os lugares secos se alegrarão;o ermo florescerá como a rosa" (Isaías 35:1)

Abraços, Paulo Escriba

publicado por pauloescriba às 04:46
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 28 de Janeiro de 2008

Um pouco de nossa História: Amapá, no Caminho da estrada de Ferro Rio do Ouro


Estrada de Ferro Rio D'Ouro
Guilherme Peres




A estrada de Ferro Rio D'Ouro começou a ser construída em 1876, para o transporte dos tubos de ferro e demais materiais, que completaram as obras de construção das redes de abastecimento d'água, asseguradas por um contrato assinado e dirigido pelo Dr. Paulo de Frontin, obrigando-a fornecer o precioso líquido no prazo de seis dias à Cidade do Rio de Janeiro.

Somente em 1883, em caráter provisório, começaram a circular os primeiros trens de passageiros que partiam do Caju em direção à represa Rio D'Ouro.

A Baixada Fluminense seria mais tarde dividida em três sub-ramais: Ramal de São Pedro, hoje Jaceruba; ramal de Tinguá, que se iniciava em Cava (Estação José Bulhões); e o ramal de Xerém, partindo do Brejo, hoje Belford Roxo.

Em 1896, época que os trens de passageiros passaram a circular com melhor regularidade partindo do Caju, atravessavam a rua Bela, Benfica etc. até passar por Irajá em direção à Pavuna.

Nesta estação, última parada antes de adentrar a Baixada, vê-se o antigo canal onde ficava o porto rodeado de trapiches outrora pertencentes ao Comendador Tavares Guerra. Próximo a ele, uma estátua em ferro de mulher oferecia água aos passantes por uma cornucópia, chamada de "Bica da mulata".

Nas terras de Meriti, os trilhos foram assentados sobre a antiga "Estrada da Polícia", que partindo da Pavuna, iam encontrar-se com as terras de "Iguassú", em continuação à estrada que, vindo da Corte, finalizava no Rio Preto.

A próxima estação é Vila Rosaly, que substituiu a "Parada Alcântara", e homenageou a esposa do Dr. Rubens Farrula, iniciativa da Empresa Territorial Lar Econômico, loteando as terras denominadas "Morro da Botica" ou dos "Barbados", em referência aos pastores israelitas que residiam próximo ao cemitério dessa comunidade e usavam barbas longas.

Coelho da Rocha - recebeu o nome do proprietário dessas terras, Manoel José Coelho da Rocha, que as cedeu para a passagem dos trilhos e colocação dos dutos, lutando posteriormente para sua transformação em transporte de passageiros. Seu neto Almerindo Coelho da Rocha, herdeiro do que sobrou da antiga fazenda criada por Cristóvão Mendes Leitão em 1739, desfez-se dela, vendendo-a para loteamento.

Belford Roxo - Antiga fazenda do Brejo e anteriormente, Calhamaço, lembrando o antigo canal do calhamaço aberto pelo Visconde de Barbacena (seu antigo proprietário), e que formava um braço do Rio Sarapuy. Sua estação recebeu este nome em homenagem a Raimundo Teixeira Belford Roxo, chefe da 1ª divisão da inspetoria de águas. Havia em frente a esta estação um artístico chafariz de ferro jorrando água, que o povo denominou de "Bica da Mulata", cuja figura mitológica de uma mulher branca sobraçando uma cornucópia oferecia aos passantes o líquido precioso, que a oxidação do ferro transformou em "mulata". Cópia da estátua existente na Pavuna.

Areia Branca - Como o nome sugere esta parada era cercada de extenso areal.

Heliópolis - Hélios = sol; polis = cidade, ou cidade do sol. Denominação de uma antiga cidade do Egito cujos habitantes adoravam o Deus Rá.

Itaipu - Ita = pedra; ipú = onde a água faz ruído, do Tupi-guarani, onde a água estronda.

Retiro - Nome do rio que esta ferrovia transpunha (Atual: Miguel Couto).

Figueira - Nome do proprietário das terras em que foram assentados os trilhos.

José Bulhões - Também proprietário da localidade pertencente à povoação de Cava, início de outro ramal com destino a Tinguá.

Cachoeira - Em suas terras corriam volumosas águas que desciam da Serra do Comércio, compostas dos rios Sabino e Boa Vista, servindo às adutoras do São Pedro.

Paineira - Homenageia uma árvore abundante no Sudeste, da família das malváceas (Atual: Adrianópolis).

Rio do Ouro - Faz jus ao rio do mesmo nome que corre pouco além de sua estação.

Santo Antônio - Neste trecho, a linha atravessava as terras da fazenda da limeira, pertencentes à Finnie, Irmãos & Cia., e corria sobre três pontilhões.

Saudade - Parada que assimilou o nome de antiga fazenda da região ainda dos tempos das sesmarias, pertencente a uma família portuguesa.

São Pedro - Era o ponto final da linha deste ramal situada na base da serra do Couto. Os trilhos, porém, prosseguiam para o caso de manutenção até atravessarem os córregos Maria da Penha, Jequitibá e o Rio São Pedro, chegando à casa do administrador, limites do morgadio de Matto Grosso e nas vizinhanças das terras do Marquês de São João Marcos, Pedro Dias Paes Leme, descendente de Fernão Dias, o caçador de esmeraldas (Atual: Jaceruba).

Sub-ramal do Tinguá

José Bulhões - Início dos trilhos que partiam em direção Norte em busca da raiz da serra do Tinguá.
São Bernardino - Situada em terras da fazenda São Bernardino, pertencente a Jacintho Manoel de Souza e Mello, um dos opulentos comerciantes da Vila de Iguassú, com a firma Soares & Mello, onde se vê sua bela casa assobradada em uma elevação do terreno e sinalizada por um caminho que, partindo da estação e ladeado por uma alameda de palmeiras imperiais, ia terminar à entrada principal deste palacete.
Iguassú - Sinalizava a região da antiga Vila de Iguassú. Com uma estrada perpendicular à linha, encontrar-se-ia esta antiga sede do Município e um dos portos fluviais mais notáveis da então Província do Rio de Janeiro.
Barreira - Próximo a esta parada, os trilhos cortam um morro argiloso, justificando seu nome. Aqui foram instaladas nos anos 30 as "granjas da Conceição" que dividiram uma área de 200 alqueires em lotes para chácaras e sítios.
Tinguá - Fim de linha na velha estação de passageiros. Situada à margem esquerda da serra velha, entretanto, seus trilhos continuavam para a direita na extensão de 6 km, até a represa do Bacuburú.

Sub-ramal do Mantiquira

Belford Roxo - Partindo desta estação em direção Nordeste, a linha transpõe o Rio Botas e atinge a garganta do Manuel Ignácio, cujo nome se refere a Manoel Ignácio de Andrade Souto Maior Pinto Coelho, Márquez de Itanhaém, senhor do morgadio de Matto Grosso, cujas terras pertenceram ao Brigadeiro Francisco de Paula de Bulhões Sayão. Assim como a Fazenda Monte Alegre, que entre seus herdeiros, contava com D. Alice Sayão, casada com o Dr. João de Carvalho Araújo, que viria a ser diretor da Estrada de Ferro Central do Brasil.
Aurora - Nome também de uma velha fazenda que existiu na região, cortada pelos Rios Sayão, Botas e o Rio Baby.
Baby - Nome da parada, herdado do rio que era atravessado um pouco antes.
Parada 43 - Era antiga posição quilométrica da parada a contar do Caju (42.408m).
Lamarão - Do radical de "lama", significa a lagoa formada pelas chuvas nas depressões do terreno.
Mantiquira ou Mantiqueira - Antiga "João Pinto". Deu-lhe o nome o rio em cujo vale estende-se a linha que se dirige às represas do Galrão. É a estação de entroncamento da linha do Xerém. Está situada na velha Fazenda da Posse, pertencente à família Pereira de Sampaio. Dos mananciais que abasteciam o Rio de Janeiro é o Mantiquira o que contribuía com maior volume de água.
Galrão - Parada e fim da linha situada na antiga fazenda do Cônego Galrão, comprada pelo Governo em 1886 ao seu então proprietário Manuel Ubelhart Lengruber.

Mantiquira a João Pinto

Outro ramal partindo da Mantiquira tomava rumo Norte e passava por Piedade. Pequena parada, após transpor 8 bueiros até chegar em Xerém.
Xerém - Situada na povoação que constituiu a sede do 6º distrito do Pilar, no Município de Nova Iguaçu, tem seu nome originado no antigo proprietário dessas terras, o inglês John Charing, que desde 1725, estava ocupado em alugar barcos para transporte, através do Rio do Couto (ou Pilar), na passagem do Caminho do Ouro. Convivendo com escravos e pessoas de pouca instrução, teve seu nome modificado para Cherem e, posteriormente, definindo sua corruptela em Xerém.
João Pinto - Final da linha deste sub-ramal junto à represa para a captação das águas do rio do mesmo nome.
Registro - este sub-ramal partia de Xerém em direção às represas do Covã, Itapicú, Paraíso, Alfa e Perpétua.

Fontes:

BARROS, Ney Alberto Gonçalves - "Estrada de Ferro Rio D'Ouro"Apostila - 1999 -

RJ.SANTOS, Noronha - "Meios de transporte no Rio de Janeiro"Biblioteca Carioca - 1996 -

RJ.VASCONCELOS, Max - "Vias Brasileiras de Comunicação"Imprensa Nacional - 1935 - RJ.

publicado por pauloescriba às 12:34
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 30 de Novembro de 2007

Extras!!! Extras!!! As últimas do Mês de Novembro

O que aliás foi muito movimentado e cheio de novidades para este Blog que é o meio de comunicação mais usado por mim e meu meio de expressão. Estou bastante animado com o desenvolvimento do Blog e com a nova cara que ele está formado. Além do que não é nem preciso falar da entrada da mais nova colaboradora, a Linha, ou Ilza Paula, uma amiga co-autora de peças de teatro amador na Igreja e que é uma benção de Deus para esta comunidade.


Quero anunciar para o próximo e último mês do ano além dos quadros que já são rotina no Blog como as meditações do Pastor Rick Warren de "Igreja com Propósitos", a coluna lá na Lan que está muito divertida e que vem provocando curiosidades, outros acréscimos de artigos que serão adicionado ao Blog, além é claro da participação ativa da Linha.


Mês que vem vou contar em quatro matérias divididas em quatro postagens a cada semana, um pouco mais da história de nosso Bairro Amapá e os pontos histórico de nossa região. Você sabia que a Côrte de D. Pedro ll trafegava pelas águas do rio Iguaçú que corta a nossa região em direção as serras para ir para Minas Gerais pelo Caminho Nõvo que era considerada a estrada do ouro. Os indios Tupinambás tinha uma comunidade na região? Você sabia que o encanamento da Cedae que vemos ao longo da Estrada Rio d'Ouro foi construída no Império para abastecer a Côrte do Rio de Janeiro isso já no Século XIX ? Tudo iso vai ser contado aos poucos na proxima edição além das últimas do projeto Social Fome Zero que estão com seus cursos em fase final.
Nas próximas edições haverá matérias semanais com a rapaziada da lan que formam os Clãs dos Campeonato de jogos de Video-Games que são disputados na casa todos os sábados. Entrevistas com os frequentadores das noites de "Virada" da lan. Quanto ao mais, as últimas tiragens de notícias no quadro Opinião o antigo quadro de comentários...
publicado por pauloescriba às 05:56
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 7 de Novembro de 2007

Lá na Laaaannnnnn!!!!!!!! - Notícias da Lan house local




Vamos começar com as primeiras edições de notícias da Lan local, específicamente a Lan do Marcelo e da Ana Cláudia que é o point da rapaziada e a moçada em geral do local que está sendo a maior sensação do momento e onde se faz muitos serviços de Internet documentação e informatização em geral.



Lembro-me que o mês de Julho deste ano eu entrei como em outras vêzes na Lan do Marcelo para fazer mais um serviço pela Internet e que eu não sabia de nada de computador. Curioso, eu pedí a Cláudia que me fizesse acessar na Internet e ela foi mais além, criando o meu Orkut e meu Gmail, o que tornou uma ferramenta muito últil para minha vida e para o meu dia a dia. E de lá pra cá quase não saio da Lan em busca de pesquisas na Internet e até para fazer o meu trabalho e tudo o mais.



De vez em quando tem o final de semana de "virada" que é o que chama aqueles dias em que a Lan é fechada exclusivamente para aqueles clientes que passam`a noite usado a Internet e eu sempre estou dentro e onde eu tenho a oportunidade de fazer os meus trabalhos e pesquisas om mais tempo e com mais disponibilidade.



A minha história na informática é igual a da dona Norma que vinha atrás da filha na Lan e subitamente tomou a curiosidade de saber como se mexe no computador e hoje ela é uma cliete assídua com seu Orkut cheio de contatos e freguêsa prefrencial. HOje somos clientes assíduos da Cláudia do Marcelo e estamos sempre lá trocando idéia e trocando mensagens.



Alguns acontecimentos na Lan tem chamado atenção e me despertou a fazer um artigo pelo menos duas vêzes por semana para falar de tudo o que acontece por lá e fazer furos de reportagens neste Blog não só do bairro Amapá como eu m comprometí, mas também sobre tudo o que acontece na Lan.



Por enquanto fica aí a minha história de minha relação com essa Lannnnnnn!!!!!!!!






Paulo Roberto, o escriba




publicado por pauloescriba às 03:51
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Continuando, sempre Avant...

. Bairro Amapá Via-Satélite...

. Um pouco de nossa Históri...

. Extras!!! Extras!!! As úl...

. Lá na Laaaannnnnn!!!!!!!!...

.arquivos

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds