Terça-feira, 6 de Novembro de 2007

Artigo do Pr. Rick Warren- Evangelizando a Cultura do Século XXI

No ministério, algumas coisas nunca devem mudar, mas outras precisam mudar constantemente.

Sem dúvida, os cinco propósitos de Deus para sua igreja são inegociáveis. Se uma igreja falha em equilibrar os cinco propósitos de adoração, comunhão, discipulado, evangelismo e serviço, não será uma igreja saudável e corre o risco de se tornar um clube social.
Por outro lado, a forma ou o estilo em que cumprimos esses cinco propósitos eternos devem continuamente ser ajustados e modificados porque a cultura humana está em mudanças constantes.

Por exemplo, logo que comecei a igreja Saddleback, saído do Seminário de Southwestern, os computadores pessoais (PC) estavam em sua infância, vagarosos e limitados a executarem muito pouca coisa. A Internet era apenas uma rede incipiente e ninguém havia ouvido falar de e-mail.
Agora, geralmente ainda de pijama, tenho conversas através de e-mail com as pessoas de todo o mundo. Hoje, você pode se tornar um evangelista usando apenas a Internet para ganhar pessoas para Cristo.

Acrescente-se a isso que você pode tomar um avião e em poucas horas voar para qualquer lugar do mundo, isso significa que há menos desculpas de não estar envolvido em missões mundiais, mesmo por um prazo curto. Os tempos estão em mudança constante, continuarão a mudar quer desejemos ou não.
Esta é a razão porque, em Saddleback, qualquer ferramenta que apareça, nós a analisamos para usá-la. Nesse momento estamos usando TiVo para as transmissões dos sermões de fins de semana para diferentes áreas de nosso campus. Em outras palavras, alguém que prefira um coral e música tradicional pode cultuar nessa atmosfera e, então, num tempo determinado, pode ouvir o mesmo sermão que os que estão em nosso auditório principal. Isso pode ser duplicado pelo campus como uma espécie de culto acústico, outra conquista da tecnologia Gen-X, assim por diante.

A questão é: mudamos da geração MTV para a geração Internet e ainda assim muitos de nós ainda estamos respondendo à geração da TV! Nossa mensagem nunca deve mudar, mas a forma como a entregamos, constantemente se ajustando à s novidades em cada geração.
Em outras palavras, nossa mensagem de transformação nunca deve mudar enquanto que a transformação de nossa apresentação deve ser contínua na adaptação da nova linguagem e de nossa cultura.

Considere isto: a palavra contemporânea literalmente significa com temporalidade . Por natureza, nada que é contemporâneo vai durar para sempre! É efetivo por um período e relevante apenas naquele momento particular “ que é o que o faz contemporâneo.
O que é considerado contemporâneo e relevante nos próximos dez anos vai, inevitavelmente, parecer ultrapassado e cansado em 20 anos. Como pastor, tenho visto igrejas adotarem muitos estilos contemporâneos de cultos, programas, arquitetura, música e evangelismo. Isto está certo, desde que a mensagem bíblica não sofra mudanças.

Mas tudo aquilo que está na moda agora vai estar fora de moda logo, e os ciclos de mudanças estão ficando cada vez mais curtos, impulsionados pela tecnologia e pela mídia. Novos estilos e preferências, como modas, estão sempre emergindo.
Quero lhes dar uma palavra de advertência. Nunca fixe a sua igreja num só estilo “ porque logo estará obsoleto, ultrapassado. Um dos segredos da força da igreja Saddleback é que estamos constantemente fazendo adaptações; mudamos estilos de culto, programas, evangelismo, muitas vezes, nestes 24 anos, e continuaremos a fazer isso porque o mundo está em mudanças.

A única maneira de permanecer relevante é alicerçar seu ministério nas verdades imutáveis e nos eternos propósitos mas estaremos continuamente adaptando as maneiras de como comunicar essas verdades e propósitos.
Como um exemplo, vejamos o propósito evangelismo (creio que toda igreja deve balancear os cinco propósitos do Novo Testamento: adoração, comunhão, discipulado, evangelismo e serviço). Em muitas igrejas tradicionais, o evangelismo é feito muito mais num estilo de confronto do que de relacionamento. Existe um tipo de visita planejada que tem esta perspectiva - "bem, vamos fazer evangelismo na quinta e vamos bater de porta em porta."

A verdade é que esta estratégia funcionou até alguns anos atrás, porque você podia bater na porta de alguém e ser convidado a entrar. As pessoas não querem que estranhos batam em suas portas hoje em dia; eles saem para o trabalho e, na volta, tudo o que querem é jantar e ficar à vontade. Quando você bate na porta de alguém, isso incomoda e os donos da casa já ficam na defensiva antes mesmo de você dizer a primeira palavra sobre Jesus Cristo.
Por que então vamos continuar a empregar estratégias de evangelismo que não são mais efetivas? Creio que é porque continuamos na confusão sobre coisas que achamos que nunca devem mudar com coisas que estão em constante mudança.

Surpreenderia você se soubesse que aqui em Saddleback, nesses 24 anos, nunca tivemos um programa planejado de visitação? E mesmo assim, batizamos mais de 1000 pessoas por ano nesta última década! Nós os alcançamos através de um evangelismo que destaca o estilo de vida das pessoas. Nossa igreja cresceu simplesmente por convidar uma pessoa por ocasião, colegas de trabalho, colegas de escola, vizinhos.


Nossos membros estão constantemente na missão de trazer seus amigos aos cultos de fins de semana, onde alcançamos os não crentes “ particularmente aqueles que nunca tiveram ligações com igrejas “ por cantar músicas que eles entendam, pelas orações com as quais estão relacionados e por pregar mensagens que eles entendam. Nós tornamos o viver cristão disponível e aceitável para todos os que visitam Saddleback.

Você deve se perguntar se atraímos os visitantes por passar a idéia de um evangelho água com açúcar. Respondemos que não fazemos isso; simplesmente comunicamos o evangelho de um jeito que os não crentes entendam! Jesus atraiu multidões sem comprometer sua mensagem. Ele foi claro, prático, amoroso e sempre apresentou suas mensagens eternas numa forma extremamente agradável e contemporânea.

As pessoas perdidas têm anseio por significância, necessidade de propósitos, necessidade de perdão e necessidade de amor. Eles querem aprender a tomar as decisões certas, a como proteger suas famílias, como lidar com o sofrimento e a como ter esperança neste mundo. Todas são inquietações para as quais temos respostas e, mesmo assim, milhões continuam ignorando a mensagem de Cristo porque insistimos em comunicar a mensagem de uma forma que não faz quase nenhum sentido.

De uma maneira geral, temos feito o Evangelho muito difícil para que as pessoas dos nossos dias entendam. Quero fazer uma analogia aqui: Imagine um missionário indo para o estrangeiro e dizendo - "Estou aqui para compartilhar as Boas Novas, mas primeiro você precisa aprender falar a minha língua, aprender os meus costumes e cantar o meu estilo de música." Você já percebeu que essa estratégia vai fracassar!
Veja que nós fazemos isso todo o tempo numa cultura que está em constante mudança. Se quisermos alcançar as pessoas no séc 21, devemos começar a pensar de modo diferente. Paulo disse - "Eu me torno todas as coisas para todos os homens para que, de algum modo, consiga alcançar alguns." Penso que isso significa que se você está aqui na Califórnia, você deve ser uma igreja de cultura californiana. Se você estivesse em Ohio, deveria ser uma igreja de cultura de Ohio. Ou se estivesse no Mississipi, deveria ser uma igreja de cultura de Mississipi.

Mas penso também que isso significa que se você está no Séc 21 você deve ser uma igreja do Séc 21. Creio que o requisito mais importante de uma igreja é ter membros maduros espiritualmente “ membros que, sem egoísmo, limitassem suas próprias preferências ao pensar como a igreja deveria ser, para que assim conseguissem alcançar as pessoas perdidas para Cristo. Como Jesus disse em Lucas 5:38 - "Vinho novo deve ser colocado em recipientes novos!"
Aqui está uma tradição simples para ser quebrada no Séc 21: pare de pensar na igreja como uma instituição. A despeito da linguagem que usamos, nós, mais antigos, tendemos a ver a igreja como instituição, mas as novas gerações “ e muitos de nós da era Beatle “ estamos ansiosamente procurando por comunidade (o maior segredo da estratégia do Café Starbuck, comunidade numa loja de café).

Precisamos apresentar a igreja como um lugar em que pertencemos, uma família, onde cantam em comunhão e todos conhecem seu nome. Agora, sabemos que a igreja é uma comunidade, mas as gerações emergentes nunca viram isso dessa maneira. Eles vêem como uma lista de regras e não como uma comunidade amorosa. Este é um bom exemplo de oportunidade para restabelecer as verdades eternas da Bíblia de uma forma agradável e contemporânea.

Gerações emergentes estão concentradas no que é experimental, isto significa que temos de ajustar a forma como ensinamos e pregamos porque as igrejas tradicionais estão focalizadas quase que exclusivamente no intelecto. Na igreja do Séc 21, não queremos apenas pessoas que queiram saber sobre Deus, mas desejamos que elas realmente encontrem Deus.

Naturalmente, isto significa que antes de pregar mensagens cheias de informações, precisamos pregar para ações. Nossa mensagem não é significativa apenas por informar, mas por transformar as vidas das pessoas que estão em nossa congregação. Quase todo o sermão que eu prego tem um verbo em cada ponto “ isto é, alguma coisa para se fazer. O que você estará fazendo agora que conhece essa sublime verdade?

Por que faço isso assim? Porque Deus diz - "Sejam doadores no mundo e não apenas ouvintes," nosso processo inteiro, dirigido por propósitos em Saddleback, é estruturado para mudar as pessoas, não apenas na busca de intimidade com Deus, mas também na direção de servi-Lo, onde vão experimentar uma fé mais profunda e mais ampla no meio de uma comunidade e dentro de um ministério.

Desde que plantamos Saddleback, as pessoas têm mudado muito, espiritualmente falando. Em primeiro lugar, há muito mais gente agora! Há pessoas em todos os lugares! Nunca vi tanta gente tão sedenta para descobrir e desenvolver uma dimensão espiritual para suas vidas. Esta é a razão porque existe tanto interesse no pensamento Oriental, Nova Era, misticismo e o transcendente.

Hoje em dia as pessoas estão sedentas de símbolos, metáforas, experiências e histórias que revelem a grandeza de Deus. Porque as pessoas estão mudando constantemente, devemos ser mais sensíveis para com elas como Jesus foi, desejoso de supri-las em suas verdadeiras necessidades e falar com elas de uma forma que entendam.

Lembrem-se - o mundo muda mas a Palavra não. Para ser efetivo no ministério, precisamos aprender a viver com a tensão entre os dois. Minha oração é que Deus use a forma como usou Davi, descrita em Atos 13:36, para servir os propósitos de Deus em sua geração. Precisamos de igrejas que sejam igualmente dirigidas por propósitos e pós-modernas; infinita e oportuna ao mesmo tempo! Possa Deus usar você grandemente, derramar e encher sua vida com Seus propósitos.
publicado por pauloescriba às 06:23
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Vai começar uma novela

. Já começou a novela

. Vai começar uma Novela

. História do bairro Amapá ...

. ...

. HISTÓRIA DOBAIRRO AMAPÁ

. A minha versão sobre a Hi...

. História do Amapá- Parte ...

. História do Amapá - Part...

. História do Amapá-Parte I

.arquivos

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds